09/02/2019 - RENAULT ZOE 2020: O ELÉTRICO FRANCÊS CONTARÁ COM UMA RELEVANTE EVOLUÇÃO

Renault Zoe é um dos autênticos líderes da mobilidade elétrica principalmente na Europa. O pequeno carro elétrico da Renault se tornou uma referência em um nicho de mercado que continua crescendo ano após ano. No entanto, os anos passam rápido, e o Zoe, que surgiu em cena em 2012, deve ser renovado. Sua segunda geração já está em andamento.

Foi no mês de outubro do ano passado quando os fotógrafos de plantão flagraram pela primeira vez um exemplar de testes do que poderíamos denominar ‘Zoe II’. Na ausência de uma revolução, a nova geração do Renault Zoe apresentará uma imagem evoluída e uma parte técnica melhorada. Outro dos objetivos do fabricante francês é que a autonomia se situe acima dos 400 quilômetros.

Certamente basta dar uma olhada nas fotos do protótipo divulgadas anteriormente para intuir que, apesar da mudança de geração, não haverá mudanças significativas. O modelo funciona e a Renault só quer prepará-lo diante da chegada de autênticos pesos pesados como serão o Peugeot 208 EV e o Volkswagen ID. que será revelado ainda este ano. A oferta cresce e o número de rivais diretos dispara.

A estreia do novo Renault Clio e o Renault ZOE e-Sport Concept são algumas de suas principais influências. Com todas essas mudanças surgirá um modelo que transmitirá uma personalidade própria e que perderá sua condição afável. Assim como ocorreu com o novo Clio, no Zoe o melhor estará no interior. A nova geração do Renault Zoe contará com um habitáculo remodelado onde haverá inúmeras novidades.

Entre outras melhorias o Zoe II contará com um novo volante, um quadro de instrumentos digital disponível em dois tamanhos (7 e 10 polegadas) e uma nova tela táctil de 7.0 ou 9.3 polegadas - dependendo do nível de acabamento - localizada no console central e que será o eixo central para o uso do novo sistema de infotainment. O equipamento tecnológico alcançará novos níveis, especialmente no que diz respeito aos sistemas de assistência à condução. O novo Renault Zoe alcançará um nível 2 de condução autônoma.

Logicamente a parte mecânica será fundamental. A Renault tomará como base o motor elétrico R110 de 109 cv e 225 Nm de torque máximo. O sistema de carga evoluirá para integrar o novo padrão europeu Combo CCS. E enquanto que seus principais rivais - que serão revelados ainda este ano - oferecerão uma autonomia de 350 quilômetros, a nova geração do Renault Zoe deverá homologar uma autonomia superior aos 400 quilômetros. Sua produção será mantida na planta que a marca possui em Flins, na França.