2021 - ARIEL NOMAD R

No Reino Unido existe uma empresa automobilística localizada em Crewkerne que se tornou famosa há alguns anos por lançar no mercado um modelo denominado Atom. O espetacular esportivo recebeu alguns anos mais tarde a companhia do seu irmão Nomad e agora, a Ariel Motor está de volta com a sua versão mais selvagem.

“O irmão sujo do Atom”, assim como define a própria empresa, era propulsionado originalmente por um motor a gasolina de 2.4 litros e 4 cilindros desenvolvido pela Honda, que oferecia 235 cv e um torque máximo de 300 Nm. Mais tarde se uniu à linha uma versão sobrealimentada que elevava a potência até os 290 cv e o torque até os 340 Nm, cifras mais que suficientes para divertir-se tanto na estrada como fora dela. No entanto, a Ariel acaba de apresentar uma versão de alto desempenho denominada Nomad R.

A letra ‘R’ que adiciona à sua denominação está mais do que justificada, pois faz referência ao modelo do qual toma emprestado seu novo propulsor, ou seja, o Honda Civic Type-R. Não se trata da geração atual do compacto esportivo, mas de seu antecessor, de modo que estamos diante de um bloco de 2.0 litros que foi equipado com um sobrealimentador para desenvolver um total de 335 cv de potência e um torque máximo de 330 Nm. São números suficientes para acelerar de 0 a 60 mph (96 km/h) em apenas 2.9 segundos, enquanto que sua velocidade máxima é de 195 km/h.

Toda essa energia é enviada às rodas traseiras através de uma transmissão sequencial Sadev de seis velocidades e relação fechada procedente dos Atom V8, mas convenientemente adaptada para o Nomad R. A marca britânica assegura que é capaz de mudar de marchas em somente 40 milissegundos. Na hora de deter o conjunto, surgem discos de freio ventilados e acompanhados por pinças de quatro pistões desenvolvidos pela Alcon, com um repartidor de frenagem situado no volante.

Além disso, o Nomad R conta com amortecedores ajustáveis Bilstein, bancos esportivos tipo bucket, assim como um diferencial de deslizamento limitado que funciona em harmonia com o sistema de tração RWD para proporcionar divertidas derrapadas sobre o barro. A marca britânica construirá somente cinco exemplares a um preço de 64.500 libras cada um, ou seja, cerca de 433.000 reais ao câmbio de hoje.