2021 - BMW 4 SERIES COUPE

A BMW lançou no mercado o novo Série 3 já faz algum tempo, e o movimento seguinte que todos os entusiastas da marca esperavam era o seu irmão coupe, um BMW Série 4 baseado sobre a mesma plataforma do bem-sucedido sedan, mas com um design mais diferenciador do que nunca. As imagens vazadas durante os últimos dias o antecipavam e agora já sabemos que sua imagem não deixará ninguém indiferente.

Há poucas horas o fabricante bávaro levantou o véu de sua nova criação e aterrissa com a segunda geração do BMW Série 4. O coupe nasce com uma estética inspirada no Concept 4 que a marca mostrou no último Salão de Frankfurt e que lhe confere, sobretudo, um ar mais agressivo e vanguardista que o citado Série 3. Destacam-se os grupos ópticos mais angulosos e chamativos - tanto dianteiros como traseiros, mas também uma grade de enormes dimensões que leva os característicos ovais da marca praticamente até o solo, enquanto que uma traseira mais robusta e imponente contribui para dar ao coupe alemão um ar mais elegante.

Debaixo da carroceria se encontra a arquitetura modular CLAR do fabricante alemão, que já demonstrou sua eficácia no mercado como pudemos comprovar recentemente. No entanto, há modificações no chassi com relação ao BMW Série 3, já que o coupe de nova geração é 57 mm mais baixo, de maneira que o centro de gravidade está 21 mm mais próximo da estrada. Além disso, a geometria da suspensão dianteira foi otimizada com caídas mais pronunciadas e o eixo traseiro é 23 mm mais largo. Agora, o Série 4 mede 4.76 metros de comprimento por 1.85 de largura e 1.38 de altura, enquanto que sua distância entre-eixos é de 2.85 metros.

Junto ao acabamento de série se incluem os denominados M Sport e M Sport Pro, que contam com rodas de liga leve de 19 polegadas e um aerofólio traseiro específico. Além disso, o cliente poderá optar por uma série de componentes M Performance disponíveis a partir do lançamento do veículo. Em qualquer um dos três o condutor poderá curtir um equipamento multimídia - compatível com Apple CarPlay e Android Auto - com uma tela de até 10.25 polegadas e um quadro de instrumentos digital de 12.3 polegadas, assim como um climatizador automático de três zonas e um para-brisa com vidro acústico.

Esta plataforma permite receber as últimas mecânicas do BMW Group, tanto gasolina como diesel. Os motores turbo de 2.0 e 3.0 litros equiparão as versões 420i (184 cv), 430i (258 cv) e M440i (374 cv), enquanto que os 420d (190 cv) e 430d (286 cv) são as alternativas de consumo mais contido, sem esquecer do M440d (340 cv).

A energia é enviada tanto às rodas traseiras como às quatro em função da versão escolhida e a transmissão é automática de oito velocidades em todos os casos, ficando a transmissão manual de seis relações somente para o futuro M4. Além disso, tanto a versão M440i como a M440d recebem a ajuda da tecnologia Mild Hybrid (MHEV), presente também em todas as opções diesel, representada por uma unidade elétrica que aporta 11 cv adicionais em determinadas circunstâncias. O broche de ouro chegará mais adiante, quando o motor 3.0 TwinPower Turbo de 6 cilindros em linha, que se espera que alcance os 510 cv, ocupe um privilegiado lugar no mencionado BMW M4.

No que diz respeito aos assistentes e ajudas à condução, o Série 4 será oferecido de série com os sistemas de aviso de colisão frontal com frenagem automática e saída de faixa com retorno, reconhecimento de sinais de tráfego, assistente de estacionamento e o assistente de manobras em marcha ré. Além disso, o Head-Up Display melhorou e agora pode mostrar informações em 3D, enquanto que o BMW Maps baseado na nuvem também é oferecido dentro do equipamento padrão.

Os preços ainda não foram divulgados, mas sabemos que as primeiras unidades chagarão ao mercado em outubro.