2021 - CUPRA e-RACER

A ofensiva da CUPRA no mundo da competição é dupla: por um lado está o CUPRA León Competición, desenvolvido para o TCR e as corridas de resistência, e por outro, o CUPRA e-Racer, um radical compacto 100% elétrico que buscará tornar-se campeão do E-TCR, uma nova competição que será disputada em 2021.

Sua imagem é realmente musculosa e apresenta uma cuidada aerodinâmica, com o objetivo de reduzir a resistência ao ar e melhorar seu fluxo através da carroceria, algo que consegue com as entradas situadas no para-choque e a ‘grade’ dianteira, a forma dos arcos de roda (que foram alargados), as saídas de ar atrás dos mesmos, o enorme difusor e o não muito menor aerofólio traseiro.

Seu sistema de propulsão é formado por quatro motores elétricos, todos eles situados sobre o eixo traseiro, que desenvolvem uma potência de 680 cv e um torque máximo de 960 Nm. Se combinam com um sistema de divisão de torque vetorial que varia a entrega entre a roda situada no interior da curva e a que está no exterior, o que otimiza o comportamento e permite manter um máximo rendimento. É capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 3.2 segundos e sua velocidade máxima é de 270 km/h.

Um dos pontos mais complicados do projeto de um carro elétrico é a colocação de suas baterias - que neste caso têm uma capacidade de 65 kWh - pelo peso que implicam, algo que neste caso foi solucionando situando-as ao longo do solo plano, o que por sua vez ajuda a rebaixar o centro de gravidade.

Jaime Puig, diretor da CUPRA Racing, declarou: “A CUPRA sempre foi uma marca pioneira no mundo da competição e desenvolveu a primeira plataforma TCR, e com o CUPRA León Competición e o CUPRA e-Racer vamos abrir novos caminhos”. E continua: “Ambos os veículos foram projetados para competir no mais alto nível e aportar uma vantagem competitiva às suas equipes, e foram desenvolvidos para cumprir especificamente os requisitos e a norma técnica das TCR e E-TCR”.