2020 - HAVAL DAGOU

A linha da Haval na China acaba de completar-se com o lançamento do novo Dagou, um interessante crossover de aspecto off-road que deu muito que falar desde sua apresentação há algumas semanas. Em mais alguns meses o modelo também chegará a outras regiões do globo.

O Dagou se destaca principalmente por seu design de estilo retro e linhas muito quadradas. De certo modo pode lembrar vários modelos conhecidos da Jeep, Mercedes-Benz, Suzuki e inclusive da Lynk & Co na parte traseira, embora a marca anuncie um veículo 100% pessoal e único.

No interior é preciso destacar a acertada apresentação que soube adaptar um toque retro em um ambiente moderno e funcional. Todas as versões contarão com uma generosa tela multimídia em posição central e os mais equipados poderão incluir também o novo Head-Up Display projetado no para-brisa.

Com um comprimento de 4.620 mm e uma largura superior aos 1.850 mm, o Dagou conta com um interior bastante amplo para cinco ocupantes. A excelente distância entre-eixos de 2.738 mm permite oferecer um espaço livre para as pernas nos lugares traseiros bastante generoso, algo extensível ao porta-malas que acomoda cerca de 500 litros.

Debaixo do capô o novo Dagou esconde um motor 1.5 Turbo de 169 cv de potência em combinação com uma transmissão de dupla embreagem com 7 velocidades. Em algumas semanas chegará outra opção de maior desempenho equipada com o motor 2.0 Turbo de 245 cv, acoplado a uma transmissão automática com 9 velocidades. Ambos podem contar com tração total com reduzida.

Em relação ao equipamento disponível, a Haval destaca elementos como o controle de cruzeiro adaptativo, alerta de ângulo morto, acesso e partida sem chave, tampa traseira automática, faróis Full LED inteligentes, Head-Up Display, bancos térmicos e ventilados, teto solar panorâmico, estofamento em couro, sensores de estacionamento, aviso de pré-colisão, leitor de sinais de trânsito, etc.

Na China o preço deste modelo começa em 125.000 yuans, cerca de 97.000 reais ao câmbio atual. É notavelmente mais barato que muitos rivais de marcas estrangeiras como os Toyota RAV4, Honda CR-V e Nissan X-Trail, todos eles também produzidos localmente graças à aliança com fabricantes chineses.