2022 - HYUNDAI BAYON

Após vários anúncios e teasers, finalmente foi revelado o novo membro da família SUV da marca coreana. O esperado Hyundai Bayon já é uma realidade, um novo crossover do segmento B que foi concebido para atender especificamente as demandas do mercado europeu. Um modelo que, para sua categoria, conta com uma completa dotação tecnológica e um design diferenciado.

A denominação Bayon faz referência à cidade de Bayona, localizada a sudoeste da França. Um aceno à sua condição de ‘carro europeu’. Faz parte de uma ofensiva de produto que a Hyundai está realizando com o objetivo de ampliar sua oferta na Europa. Por tamanho, preço e desempenho, se posiciona como o modelo de acesso à linha SUV do fabricante coreano. Ocupará o espaço deixado pelo Hyundai i20 Active.

Com relação ao exterior, foi criado sobre a base da filosofia de design que a Hyundai está aplicando a todos os seus novos modelos, exibindo um aspecto exterior diferenciado do resto de sus concorrentes. Na parte frontal destaca-se a grade e os grupos ópticos principais divididos em três partes. A isso é preciso somar as entradas de ar e o formato das luzes destinadas à condução diurna.

Na vista lateral destaca-se seu pilar C em forma de flecha e a linha de ombro dinâmica para aportar uma aparência parecida a uma forma de cunha. Além disso, não devemos ignorar as proteções de plástico que preservam a parte inferior da carroceria. E terminando o tour pelo exterior na traseira, aqui surgem lanternas em forma de flecha unidas por uma fina linha horizontal para realçar a sensação de largura. Tanto nos grupos ópticos dianteiros como traseiros, a tecnologia LED está presente.

Quanto às opções de personalização, o novo Bayon pode equipar rodas de 15, 16 ou 17 polegadas. Além disso, estão disponíveis nove cores exteriores, incluindo a nova cor de lançamento Mangrove Green. O que é igualmente importante, dependendo do acabamento escolhido se pode optar por uma configuração em dois tons com um teto na cor Phantom Black.

Com relação ao interior do novo Bayon, somos envolvidos por um ambiente dos mais interessantes. A Hyundai buscou criar um espaço limpo, amplo e bem iluminado. O elemento de maior destaque é sem dúvidas a tela táctil de 10.25 polegadas (em função da versão também pode ser de 8.0 polegadas). Através dela se controla o sistema de infotainment. Dispõe de um quadro de instrumentos digital também de 10.25 polegadas.

A conectividade é boa. É compatível com Android Auto e Apple CarPlay, dispõe de três entradas USB, carregador sem fios para telefones móveis compatíveis e os serviços digitais online Hyundai Bluelink e LIVE Services. Através de um aplicativo se pode ter certo controle sobre o veículo de maneira remota.

No que diz respeito aos sistemas de assistência à condução, a lista que o novo Bayon traz consigo é realmente ampla. Entre outras funções, conta com assistente de manutenção de faixa, assistente de seguimento de faixa, controle de cruzeiro adaptativo baseado na navegação, assistente de luzes altas, alerta de atenção do condutor, advertência de colisão no ângulo morto e assistente para evitar colisões com o tráfego traseiro cruzado.

Para o habitáculo também há opções de personalização. A marca coloca sobre a mesa uma seleção de cores e materiais para criar um ambiente próprio e pessoal. Aliás, apesar do tamanho tão comedido, a Hyundai dá uma ênfase especial ao espaço que está disponível nos lugares traseiras. Com relação às suas dimensões, o Bayon mede 4.180 mm de comprimento, 1775 mm de largura e 1.490 mm de altura. Conta ainda com uma distância entre os eixos de 2.580 mm e um porta-malas que acomoda 441 litros.

Quanto à parte mecânica o novo Bayon aposta na gasolina. O novo SUV da Hyundai renuncia o diesel. E em parte, não é nenhuma surpresa, já que no segmento B esse combustível está perdendo terreno a um ritmo acelerado. Agora, estamos diante de um modelo adaptado aos novos tempos que correm. São tempos em que a eletrificação ganha terreno.

A linha de motores do novo Bayon é composta por uma seleção de motores Kappa. O eixo central da oferta é o bloco T-GDi de 1.0 litro. No entanto, também estará disponível um motor de 1.2 litros MPi que ocupará o degrau de acesso. O mencionado motor T-GDi está disponível com tecnologia híbrida leve (MHEV) de 48 volts, assim como com a nova transmissão manual inteligente (iMT). A transmissão automática de dupla embreagem e 7 velocidades fica relegada aos motores mais potentes. Todas as motorizações apresentam uma configuração de tração dianteira.

Outra tecnologia de destaque do novo Bayon é o sistema Continuously Variable Valve Duration (CVVD) da Hyundai. Regula a duração da abertura e fechamento das válvulas em função das condições de condução para otimizar o rendimento do motor ao mesmo tempo que melhora a eficiência reduzindo tanto o consumo como as emissões. E o que é igualmente importante, o Bayon é o primeiro SUV da Hyundai que dispõe da função de ajuste de giros ‘Rev Matching’ para sincronizar o motor com o eixo de saída para reduzir as marchas de maneira mais suave e esportiva. Essa tecnologia estará disponível para o motor 1.0 T-GDi com tecnologia de 48 volts e a transmissão iMT.