1959 - LISTER CHEVY COSTIN

Hoje em dia, a Lister é uma empresa bem conhecida pelas versões modificadas da Jaguar que comercializa. No entanto, a origem desta pequena marca britânica se encontra no mundo dos esportivos e sua fama se deve aos seus numerosos êxitos em competição na mesma década em que surgiu, nos anos 50. A empresa foi fundada por Brian Lister em 1954 e em poucos anos se tornou uma referência em competições nos circuitos em ambos os lados do Atlântico.

Em 1958, a empresa decidiu evoluir o bem-sucedido Lister Knobbly e para isso entrou em cena o engenheiro aeronáutico Frank Costin. Um nome que pode soar familiar, já que se trata do irmão de Mike Costin, fundador da Cosworth. Este engenheiro não só havia projetado aviões na De Havilland, como também havia sido o responsável pelo design exterior de modelos como os Lotus Mark VIII, Lotus Eleven e o Vanwall VW5. Costin convenceu Brian Lister a criar um novo chassi tubular dotado de uma carroceria muito aerodinâmica, o que deu lugar ao protótipo que aparece nas imagens.

No total só foram fabricados 13 exemplares, mas com diferentes configurações, pois os modelos da Lister já contavam com vários clientes nos circuitos de ambos os lados do Atlântico. Se na Europa geralmente montavam motores Jaguar, para competir em provas da SCCA nos Estados Unidos equipavam blocos V8 de 5.6 litros de origem Chevrolet. Das 13 unidades fabricadas, 8 montaram este motor Chevrolet, 3 equiparam motores Jaguar e só um deles usou um motor V8 Maserati. O primeiro exemplar fabricado foi um protótipo que também equipava o enorme propulsor V8 americano.

O magnífico exemplar que aparece nas imagens é precisamente esse protótipo, de modo que se trata do primeiro exemplar produzido da série e milagrosamente sobreviveu até os dias de hoje com um estado de conservação magnífico, embora tenha passado por várias mãos e haver competido em vários continentes. O exemplar foi descoberto por Cedric Selzer, ex-mecânico da equipe de F1 da Lotus, e foi restaurado na década de 80. Desde então passou por várias coleções e participou em numerosos eventos clássicos, como Monterey e Goodwood. Em 1999 recebeu uma segunda restauração e a Canepa garante ter revisado recentemente a mecânica e a carroceria.

A Canepa é um desses especialistas que colocam muito mimo em todos os modelos que passam por suas instalações na Califórnia. O que é uma garantia para um veículo tão raro e valioso como este. Por enquanto não foi revelado seu preço, mas podemos intuir que é bastante alto, dada a raridade e o valor histórico desta unidade, que conta com a configuração que exibiu originalmente em seus primeiros anos.