2022 - MERCEDES-BENZ EQS

Acaba de chegar o novo membro da família de carros elétricos EQ da Mercedes-Benz. O novo Mercedes-Benz EQS entra em cena com o objetivo de captar aquele público mais endinheirado que pretende aventurar-se no fascinante mundo da mobilidade elétrica. Este novo carro-chefe está destinado a liderar, em grande medida, a ofensiva elétrica que o fabricante alemão está realizando.

Como parte do plano estratégico Ambition 2039, a introdução do novo EQS significa também a chegada de uma série de novas tecnologias relacionadas com os sistemas de propulsão elétricos. Tudo isso acompanhado do bom trabalho que a marca da estrela está habituada a fazer no terreno do luxo. Acabamentos cuidados até o mínimo detalhe, materiais de primeira qualidade e diversos sistemas para garantir uma experiência confortável e inesquecível.

Lembrando que o novo EQS foi antecipado no Salão de Frankfurt 2019 através do Mercedes-Benz Vision EQS, um modelo conceitual que assentou as bases do que é hoje este sedan 100% elétrico. E mais, se compararmos ambos os designs, chama a atenção que o veículo de produção respeitou em boa parte os traços principais do concept car.

O novo EQS adota a nova filosofia de design que a Mercedes-Benz está aplicando a seus novos modelos e, em especial, exibe as características próprias dos membros que formam a linha EQ. Na parte frontal surge uma grade de grandes dimensões diretamente conectada com faróis LED High Performance, equipados de série. Também se pode contar com faróis DIGITAL LIGHT que estão disponíveis como equipamento opcional. Além disso, ambos os faróis se unem por uma faixa de luz. Também cabe mencionar o para-choque com marcadas entradas de ar. Aliás, o capô não pode ser aberto. Para isso é necessário acudir a uma oficina especializada. Se for preciso reabastecer o líquido do limpador de para-brisas é necessário abrir uma tampa situada no para-lama dianteiro esquerdo.

A vista lateral traz à tona formas fluidas, o que denota uma aerodinâmica muito trabalhada. A Mercedes-Benz destaca que o novo EQS estabeleceu um novo recorde mundial, com um coeficiente de resistência Cx de 0.20. É o automóvel de produção em série mais aerodinâmico do mundo, e isso é fundamental, já que a resistência ao vento afeta de maneira direta a autonomia. De série conta com rodas de liga leve de 19 polegadas, mas existem mais desenhos disponíveis do mesmo tamanho ou de 20 polegadas.

E terminando o tour pelo exterior na parte traseira, cabe destacar as delgadas e estilizadas lanternas. Assim como ocorre com os faróis dianteiros, elas estão unidas por uma faixa de luz, o que, além de ser mais moderno e sofisticado, ajuda a realçar a sensação de largura do veículo. E devemos ter em mente que estamos diante de um automóvel que supera com folga a barreira dos 5 metros de comprimento.

Na linha Mercedes-Benz, o novo EQS se posicionará como a alternativa 100% elétrica ao Mercedes-Benz S Class. E mais, a própria empresa destaca uma grande conexão entre ambos os modelos, embora deixe claro que o novo EQS se baseia em uma plataforma de arquitetura própria destinada de maneira exclusiva a modelos eléctricos. O Mercedes-Benz EQS mede 5.216 mm de comprimento, 1.926 mm de largura e 1.512 mm de altura. O porta-malas acomoda 610 litros com um máximo de 1.770 litros.

Com relação ao interior do novo EQS, somos envolvidos por um ambiente luxuoso e muito confortável. Considerando o segmento onde lidará este novo modelo, os designers da Mercedes-Benz se esmeraram em criar uma atmosfera única para se curtir uma experiência inesquecível. A digitalização é chave, onde o avançado equipamento tecnológico é destaque.

O novo sistema Mercedes-Benz User Experience Hyperscreen, disponível de maneira opcional, ajuda a criar um posto de condução futurista. É composto de três telas configuradas para criar a sensação de continuidade e que estamos diante de um único componente. A tela destinada ao condutor tem 12.3 polegadas, o visualizador central alcança as 17.7 polegadas, e por último, o visualizador do acompanhante conta com 12.3 polegadas.

De série, o novo EQS conta com um visualizador do condutor de 12.3 polegadas e uma tela central de 12.8 polegadas em formato vertical. São componentes fundamentais para ter acesso e manejar o sistema de infotainment, que conta com plataforma multimídia acompanhada de uma longa lista de serviços digitais online. Também se pode optar entre dois formatos para o Head-Up Display (HUD), um deles com realidade aumentada.

A esse equipamento tecnológico relacionado com a conectividade, é preciso somar todos os materiais e opcionais disponíveis na hora de configurar o interior. Estofamentos de couro, bancos esportivos, pinturas e elementos de decoração, diversas combinações cromáticas, e inclusive um sistema de infotainment denominado MBUX High-End Plus, que é destinado aos ocupantes dos lugares traseiros.

Aliás, o novo EQS é o primeiro modelo da Mercedes-Benz que tem a possibilidade de ativar novas funções posterirormente graças às atualizações OTA (Over The Air). Outros detalhes da dotação disponível na linha são, o sistema Energizing Air Control Plus para melhorar a qualidade do aire no interior e as portas automáticas de conforto na frente e atrás. Além disso, este novo sedan pode aprimorar suas habilidades através da experiência com a ajuda de técnicas próprias de uma IA (Inteligência Artificial).

A lista de sistemas de assistência à condução é realmente ampla. Graças aos inúmeros sensores disponíveis, o novo EQS traz consigo sistemas de ajuda para estacionar. E mais, o condutor pode estacionar e sair com o veículo usando somente o smartphone. Em estacionamentos preparados e com o equipamento pertinente, o EQS pode realizar ambas as manobras de maneira autônoma. O sistema opcional Drive Pilot permite um alto grau de automatização circulando em uma velocidade de até 60 km/h. Também conta com o novo alerta adicional do perigo de cochilos do Attention Assist. A tudo isso há que somar os assistentes já habituais, como o controle de cruzeiro adaptativo, controle de ângulo morto, aviso de saída involuntária de faixa e um longo etecetera.

Quanto à parte mecânica, a autonomia do EQS alcança os 770 km de acordo com o ciclo WLTP e a potência máxima é de 385 kW (523 cv). A Mercedes-Benz confirmou que mais adiante chegará uma versão de desempenho e rendimento superior com até 560 kW (761 cv).

Todos os modelos do EQS dispõem de um powertrain elétrico (eATS) no eixo traseiro. As versões 4MATIC, com tração integral, equipam uma eATS adicional no eixo dianteiro. Além disso, com este modelo se introduz uma nova geração de baterias. A maior das duas baterias disponíveis para a linha EQS conta com uma capacidade útil de 107.8 kWh. O EQS 450+ e o EQS 580 4MATIC serão os primeiros modelos que sairão à venda.

Com relação aos tempos de carga, a bateria do EQS pode ser recarregada em pontos rápidos com uma potência máxima de 200 kW. Com apenas 15 minutos se poderá obter a energia suficiente para dispor de uma autonomia de 300 quilômetros segundo o ciclo WLTP. Logicamente, também se poderá recarregar no próprio domicílio ou pontos de carga públicos. Equipa um carregador de bordo para corrente alternada com uma potência de até 22 kW. No Japão, o EQS permitirá também a carga bidirecional.

O processo de produção do novo EQS acontecerá na denominada ‘Fábrica 56’ da planta da Mercedes-Benz em Sindelfingen, na Alemanha. Ali já é produzido o S Class. Por sua parte, o sistema de propulsão (baterias incluídas), também será fabricado em território alemão. Mais concretamente em Stuttgart.