2020 - ROLLS-ROYCE CULLINAN COASTLINE BY MANSORY

Embora o Salão de Genebra 2020 não pudesse ter sido celebrado de forma presencial, foi feito de maneira virtual. A melhor prova disso temos na ampla coleção de novidades que estivemos mostrando durante estes dias. Além disso, também houve espaço para as preparações mais destacadas do momento, obras de alguns especialistas como a Mansory.

Desta vez o modelo escolhido pelo preparador alemão foi o Rolls-Royce Cullinan, um SUV muito luxuoso que nem todos gostaram em termos de estética. Trata-se do seu mais recente projeto chamado ‘Coastline’. No exterior não há nada desconcertante para alguém que sabe que ‘restrição’ não é uma palavra presente no vocabulário da Mansory.

Nesta ocasião o Rolls-Royce parece adotar um kit de carroceria similar ao exibido no ano passado no evento de Genebra pelo projeto Billionaire, ou seja, outro Cullinan modificado para aquela ocasião. Embora a Mansory diga que seus projetistas “reformaram sutilmente” a parte frontal do carro, ele não tem nada de sutil. O defletor dianteiro redesenhado apresenta entradas de ar maiores combinadas com um inovador capô de fibra de carbono que, provavelmente, teria mais sentido em um esportivo, não em um SUV orientado ao luxo e conforto como este.

Na lateral, as saias foram redesenhadas para aportar um extra de aerodinâmica e para que o ‘Coastline’ pareça mais baixo, enquanto que os para-lamas agora mostram brânquias muito chamativas e os arcos de roda foram alargados. Por outro lado, para reduzir a elevação no eixo traseiro, os projetistas instalaram um aerofólio no teto com a ideia de que coincidisse com o para-choque traseiro redesenhado. Neste último se encaixam quatro saídas de escape modificadas.

No entanto, a cereja do bolo é o interior, mais especificamente a cor chamativa que a Mansory decidiu utilizar em todas as partes do habitáculo, um azul turquesa que é o grande protagonista. Exceto pelas inserções de madeira e metal, tudo está coberto pelo tom azul, desde os tapetes até o revestimento do teto.

Debaixo do capô se encontra um motor V12 biturbo de 6.75 litros que desenvolve 610 cv de potência e um torque máximo de 950 Nm, acoplado a uma transmissão automática de oito velocidades por conversor de torque que transmite toda a energia para as quatro rodas. Desconhecemos se houve algum tipo de melhoria no sistema propulsor, mas o citado azul turquesa também chegou ao vão motor.



ROLLS-ROYCE CULLINAN COASTLINE BY MANSORY