2018 - SCG 007 LMP1

Na vida é preciso ter metas e ser ambicioso, tentar superar-se sempre é algo bom e ter objetivos sempre nos convida a ser melhores. Na Scuderia Cameron Glickenhaus eles sabem disso e atuam com essa mentalidade, algo que o seu próximo modelo, o SCG 007 LMP1, deixa mais do que claro, pois nasceu com a ideia de conquistar Le Mans.

A empresa foi muito clara desde o princípio, e ao revelar nas redes sociais os primeiros renders do seu esportivo, disse que “50 anos se passaram desde que um carro fabricado nos Estados Unidos venceu em Le Mans. Nosso objetivo é mudar isso”.

Apesar da intenção, sua chegada não acontecerá no curto prazo, pois se prevê que esteja pronto para a temporada de 2020 ou 2021, justamente quando entra em funcionamento a nova categoria do campeonato de resistência onde correrão os hiperesportivos.

Por enquanto são poucos os dados sobre o carro. Em primeiro lugar o orçamento disponível para as equipes será de um quarto do que é utilizado na classe LMP1. Em segundo, afeta as características dos carros, que terão que ser ‘hiperesportivos, superesportivos, GT de luxo ou protótipos’, além de serem facilmente reconhecíveis - as melhorias aerodinâmicas se concentrarão na parte inferior - e utilizar um sistema de propulsão híbrido com tração nas quatro rodas.

Por isso a única coisa que pode ser confirmada é que o SCG 007 LMP1 entrará dentro desses limites, mas não há dados concretos. A Scuderia Cameron Glickenhaus confirmou que para financiar o projeto de competição, colocará à venda uma tirada limitada de 25 unidades homologadas para circular pelas ruas, cada uma delas com um preço que rondará o milhão de dólares.

SCG 007 LMP1