AMERICAN AUSTIN

Em 1929, o britânico Sir Herbert Austin achava que nos Estados Unidos não havia um carro econômico. Austin se associou então a alguns homens de negócios americanos e lançou uma linha de carros que eram fabricados na Pennsylvania.

Em 1930, haviam teoricamente 250.000 pedidos e somente 8.558 American-Austins disponíveis.

Infelizmente, Hollywood estragou a reputação da Austin americana utilizando o carro em Shows de TV e comédias. As pessoas consideravam ridículo e engraçado o tamanho do pequeno carro, e a tentativa de colocar três ou mais pessoas no interior de um American-Austin parecia uma tarefa impossível.

O carro era utilizado por Hollywood para desenhos animados e cenas engraçadas. Com suas pequenas dimensiones e um peso de somente 544 kg, eram vistas representações de imagens e de desenhos animados onde algumas crianças andavam no carro e estacionavam entre duas árvores e coisas desse tipo.

No princípio, as vendas realmente foram lamentáveis. Em 1931 foram fabricados somente 1.279 unidades.

Apesar da opinião de Hollywood sobre a Austin americana e da imagem que foi dada aos seus carros, o pequeno veículo foi comercializado nos EUA até 1934, ano em que encerrou sua produção. A América não estava preparada para um carro pequeno e econômico.

Produção aproximada da American Austin:

1930 - 8.558 Unidades

1931 - 1.279 Unidades

1932 - 3.846 Unidades

1933 - 4.726 Unidades

1934 - 1.300 Unidades

A fábrica e os ferramentais da "American Austin" foram adquiridos pelo empresário Roy Evans, que criou posteriormente a marca "Bantam" e comercializou até 1941 carros similares com sua marca.

Carros Relacionados