ARIEL

Conhecida principalmente por suas motocicletas, a marca britânica Ariel também ha produziu em seus mais de 100 anos de história, ainda que de forma interrompida, automóveis, triciclos, quadriciclos e veículos militares e de entrega.

Um pouco de historia

Ariel começou suas operações em 1870 com as mãos de dois sócios, James Staley e William Hillman.

Os primeiros produtos que fabricaram foram bicicletas de roda dianteira muito grande que eram muito populares naquela época (penny-farthing), que já eram comercializadas com o nome de Ariel.

Em 1896 começaram a trabalhar com veículos motorizados e em 1898 é fundada a “Ariel Motors Ltd.”, com sede em Bournbrook, Birmingham. O primeiro triciclo Ariel era equipado com um motor traseiro De Dion de 2,25 cv, que aparentemente era muito instável em certas condições. Depois de fabricar muitos triciclos e quadriciclos, a Ariel começou a produzir automóveis convencionais.

Os carros Ariel foram produzidos principalmente em dos períodos: O primeiro entre 1900 e 1915, e o segundo entre 1922 e 1925.

O primeiro carro comercializado pela Ariel foi um bicilíndrico de 10 cv produzido em 1902. Em 1903, apresentou seu primeiro modelo com motor de quatro cilindros e 16 cv. Os dois modelos tinham uma embreagem de cone de couro que era completamente separada do volante.

No início de 1904 entrou em produção um modelo com motor de seis cilindros que era baseado sobre um chassi tubular metálico que não deu bom resultado.

No final de 1905 foi anunciada uma linha completamente nova. Os novos carros, chamados "Ariel-Simplex”, eram inspirados nos desenhos da Mercedes, com motores de quatro cilindros de 15 cv e 25/30 cv, e motores de seis cilindros de 35/40 cv.

Entre 1907 e 1908 a Ariel iniciou a produção de um enorme motor de seis cilindros de 50/60 cv, com uma cilindrada de 15.9 litros, cujo chassi custava 950 libras na época.

Em 1907 a Ariel vendeu sua fábrica de Bournbrook, em Birmingham à “British Lorraine-Dietrich“, e mudou sua produção para Coventry Ordnance Works.

A eclosão da 1ª Guerra Mundial abortou um projeto de produção de um carro leve de 1.3 litros.

A partir de 1918 a Ariel desenvolveu um novo projeto com o objetivo de tira proveito do grande mercado dos carros pequenos: o Ariel Nine, equipado com um motor bicilíndrico refrigerado a ar, e que foi fabricado por “A. Harper Sons and Bean“.

Até 1925 a Ariel chegou a fabricar por volta de 700 carros, que em geral, não foram bem sucedidos. A Ariel cessou a produção de automóveis para dedicar-se principalmente à fabricação de motocicletas, as quais já haviam demonstrado suas boas qualidades desde 1918.

Em 1944 a Ariel se juntou ao grupo BSA.

Nos anos 70 apareceu o "Ariel 3", um curioso ciclomotor de três rodas equipado com um motor de dois tempos de 50 cc, muito diferente dos outros ciclomotores da época, pois além de ter três rodas, se inclinava. A metade dianteira do ciclomotor era “unida” à traseira e isso lhe permitia inclinar-se nas curvas mantendo as três rodas no solo. A produção do “Ariel 3” foi muito curta e o nome da Ariel deixou de ser utilizado pouco depois.

O renascimento

Atualmente a Ariel está localizada em Somerset, Reino Unido, e se dedica à fabricação de automóveis de alto desempenho, como o Ariel Atom. O Ariel Atom foi apresentado no ano 2000. Trata-se de um roadster futurista aberto e sem portas, com capacidade para duas pessoas.

Carros Relacionados