COLUMBIA

A Columbia Automobile Company foi um dos primeiros e principais fabricantes de carros elétricos dos Estados Unidos. Foi criada em 1899 como resultado de uma ‘joint-venture’ entre a Pope Manufacturing Company de Hartford, Connecticut e a Electric Vehicle Company.

No início do século XX, já se produziam centenas de carros elétricos a cada ano com a marca ‘Pope Columbia’, enquanto que a maior parte dos fabricantes de automóveis a gasolina produziam tão somente algumas dezenas de unidades.

O pequeno e básico carro tipo ‘runabout’ da Columbia era típico daquela época, e se parecia mais a uma carruagem sem cavalos que a um carro. Era dirigido através de uma espécie de timão e seu preço era de 850 dólares na época. Tinha uma distância entre-eixos de 1.625 mm, suas rodas de madeira mediam 762 mm de diâmetro e as proteções eram de couro. A transmissão tinha claras heranças evoluídas do negócio das bicicletas da Pope, sendo a corrente de transmissão o único elemento que produzia algum ruído neste silencioso carro.

Entre o motor e a corrente havia uma transmissão de três velocidades à frente e duas marchas para trás. Suas vinte baterias fabricadas pela Exide Batteries, também associada com a Electric Vehicle Company, eram divididas entre os dois eixos para repartir o peso e equilibrar a carga. Os freios atuavam sobre as duas rodas traseiras e a velocidade máxima era de aproximadamente 25 km/h.

Além do pequeno runabout, a Columbia tinha uma linha de aproximadamente 20 veículos elétricos de todo tipo, incluindo ônibus elétricos, taxis e carros de polícia. Seus veículos eram os mais populares nas cidades, onde suas vias relativamente planas os tornavam superiores em suavidade e silêncio do motor elétrico sobre os outros motores a gasolina, e onde o fornecimento elétrico para a recarga das baterias era encontrado facilmente dentro do raio de autonomia de 65 quilômetros do pequeno runabout.

Em 1903, um carro da Columbia fez a travessia de Boston a New York, uma viagem de 400 km, em 23 horas. Por suas boas características urbanas, os carros da Columbia eram considerados veículos de alta qualidade, e inauguraram um salão de exposições no ‘Metropolitan Opera House’ de New York.

Em 1908, a empresa mudou seu nome para ‘Columbia Motor Car Co.’ e em 1910 foi adquirida pela ‘United States Motor Company’.

Carros Relacionados