SUZUKI

Seus automóveis econômicos, compactos e com alto grau de confiabilidade fazem sucesso em todos os continentes do planeta. Conhecida principalmente como fabricante de veículos pequenos, a SUZUKI (em japonês se pronuncia ‘soo-zoo-kee’) tornou-se sinônimo de alta tecnologia e eficiência aplicada em modelos de sucesso como o Jimny, Samurai, Swift e Vitara. Todos os seus veículos oferecem as marcantes virtudes de robustez, o estilo moderno e as características sofisticadas da SUZUKI a preços extremamente competitivos.

Em outubro de 1909, quando a empresa Suzuki Loom Works Company foi fundada por Michio Suzuki, na pequena aldeia de Hamamatsu, no Japão, eram teares que saíam de sua linha de produção. Após 30 anos dedicando-se exclusivamente ao desenvolvimento e à produção dessas complexas máquinas, Michio percebeu que deveria diversificar seus negócios. Não porque o mercado têxtil estivesse mal. Seus teares foram desde o início um sucesso de vendas. Mas, na visão do empreendedor, era preciso expandir. Analisando as demandas do consumidor da época, ele decidiu produzir carros compactos. Assim, em 1937, começam a ser feitos os primeiros projetos de modelos da futura montadora, e em apenas dois anos, a SUZUKI já exibia inúmeros protótipos construídos.

Os primeiros automóveis eram munidos do então inovador motor quatro tempos de 4 cilindros e 13 cv de potência. Com a iminência da Segunda Guerra Mundial, porém, a história de sucesso da montadora teve de ser adiada. Para o governo japonês, carros civis eram considerados artigos dispensáveis, e assim, o planejamento de novos veículos foi deixado de lado por um tempo. Quando a guerra terminou, a SUZUKI precisando se recuperar rapidamente voltou a produzir os já renomados teares. Porém, em 1951, com o mercado de algodão desmoronando, a fábrica não conseguiu mais se manter apenas com a venda de seus teares, e mais uma vez, a atenção se voltou para os automóveis. Neste período pós-guerra, os japoneses sentiram necessidade de um transporte pessoal, disponível e seguro. Várias empresas começaram a oferecer máquinas movidas a gás que podiam ser fixadas à uma bicicleta comum.

O primeiro esforço da SUZUKI no mundo de duas rodas apareceu, em 1952, na forma de uma bicicleta motorizada chamada Power Free. Projetada para ser barata e simples de fabricar, o novo modelo contava com um motor dois tempos de 36 cc. E assim nasceu a SUZUKI MOTOR CORPORATION. Em 1954, quando a produção mensal de motocicletas já chegava à marca das 6.000 unidades, a empresa criou o Suzulight, pequeno automóvel que deu início à era dos compactos no Japão e se transformou no primeiro carro produzido em massa no país. Dotado de motor dois tempos de 360 cm³ e suspensão independente, o carro, introduzido no mercado japonês no ano seguinte, foi um dos pioneiros nos projetos de tração dianteira no país. Em 1958 a marca adotou oficialmente o ‘S’ estilizado como sua assinatura.

Ao mesmo tempo em que foi expandindo suas fábricas e revendas para outros países, como os Estados Unidos em 1963, a SUZUKI aumentou significativamente sua linha de veículos. Em 1968, teve início o desenvolvimento do primeiro mini-carro com tração nas quatro rodas, o LJ, que dois anos mais tarde passaria a ser comercializado com o nome de Jimny. A diversificação veio também nas áreas de atuação. Com o nome já reconhecido por suas motocicletas, carros e motores de popa (introduzidos em sua linha de produtos em 1965), a empresa entra, em 1974, no campo de equipamentos médicos (com a comercialização da cadeira de rodas motorizadas Suzuki Motor Chair Z600) e de imóveis (com a produção de casas pré-fabricadas).

Foi nessa década, o maior período de desenvolvimento da marca com o lançamento das diferentes versões dos modelos Fronte e principalmente do pequeno jipe Jimny, que passaram a ser exportadas para o mundo inteiro a linha de motocicletas GS (400 cc, 500 cc, 750 cc), além da primeira fábrica no exterior, inaugurada em 1975 no Paquistão. Em 1982, a empresa inova mais uma vez e dá início ao próspero mercado de veículos para todos os terrenos, lançando o quadriciclo QuadRunner LT125, posteriormente copiado por outras empresas.

Em 1985, o jipe Samurai foi o primeiro modelo de carro lançado no mercado americano sob a marca SUZUKI. Com este modelo a SUZUKI passou a ser uma marca de sucesso no mercado norte-americano, depois de toda a reputação que já tinha no Japão na fabricação de pequenos carros. Porém, poucos anos depois, já no final desta década, a montadora se viu forçada a introduzir um novo modelo no mercado. O nascimento do Suzuki Vitara foi ocasionado por uma curiosa situação relacionada ao Suzuki Samurai. O pequeno jipe, comercializado nos Estados Unidos com grande sucesso, passou a ter alta incidência de capotagens. A NHTSA, órgão regulador da segurança de trânsito do país, dizia que o veículo era inseguro e que para seguir em comercialização, deveria ser mais largo, mais longo e mais pesado. Isso forçou a SUZUKI a criar um novo veículo, o Vitara. Ainda nessa década a SUZUKI também conquistou a Europa através de modelos como os jipes Vitara e Jimny, assim como os modelos compacto Ignis, Liana e Wagon.

O sucesso de seus carros compactos levou a um grande aumento na produção e consequentemente nas vendas, que atingiu, em 1995, mais de 975.000 carros. Nos anos seguintes a montadora japonesa lançou modelos de enorme sucesso como o Gran Vitara, Jimny e SX4. Atualmente a SUZUKI oferece uma versátil linha de veículos que inclui o espirituoso SX4 Sport de quatro portas, o audacioso SX4 Crossover de cinco portas, o emocionante SUV XL7 de tamanho médio, o robusto SUV Grand Vitara compacto, o popular SX4 na versão sedan, e o compacto Splash no estilo europeu. No Brasil, os automóveis SUZUKI voltaram a ser comercializados novamente a partir de dezembro de 2008 com o modelo Gran Vitara, depois de uma ausência de cinco anos.

Carros Relacionados