13/02/2020 - COM MENOS DE UM ANO À VENDA, VOLKSWAGEN ENCERRA A PRODUÇÃO DO TOUAREG V8 TDI

O ciclo WLTP e as normas de emissões cada vez mais restritas estão cortando significativamente a linha de modelos dos fabricantes. O mais recente a cair foi o Volkswagen Touareg V8 TDI. Esta versão coroou a oferta do SUV durante quase um ano, mas a marca alemã não teve outro remédio que retirá-la do mercado.

O Volkswagen Touareg V8 TDI foi apresentado em fevereiro do ano passado, uma versão que por seu elevado número de potência vestia a coroa de ouro na linha do SUV. Debaixo do capô, o poderoso motor diesel de 8 cilindros em V e 4.0 litros turbo que desenvolve uma potência máxima de 421 cv, a mesma combinação dos Audi SQ7 e SQ8.

As novas normas de emissões cada vez mais restritas obrigaram à Volkswagen eliminá-lo da oferta sem cumprir um ano de vida, já que começou a ser comercializado nos principais mercados europeus em maio. Assim, a linha do maior SUV da marca alemã fica limitada a duas versões do motor de seis cilindros e 3.0 litros TDI com 231 e 286 cv.

Apesar das grandes dimensões, também é oferecida uma versão a gasolina com igual cilindrada e arquitetura, mas com uma potência máxima de 340 cv, e todas as versões com tração nas quatro rodas 4Motion e transmissão automática de 8 velocidades Tiptronic. A verdade é que as duas versões V8 foram lançadas no mercado já sabendo que sua presença estaria com os dias contados, para que mais cedo que tarde saísse pela porta de trás.

Na verdade, uma conversa entre Jürgen Stackmann, membro do Conselho de Administração da Volkswagen e responsável por marketing e ventas, e os britânicos da Top Gear no Salão de Genebra 2019, endossam esta tese, já que Stackmann disse que, “Estamos discutindo isto durante muito tempo e acreditamos que o Touareg é o carro-chefe. Supera qualquer concorrente no mundo, e colocar um motor de oito cilindros diesel debaixo do capô foi uma verdadeira honra. Creio que será uma peça de coleção a partir do primeiro dia e, muito provavelmente, será o último diesel de oito cilindros à venda”.

Por qualquer ângulo que se olhe, a Volkswagen ficou no lugar que queria, um dos últimos fabricantes do mercado com um modelo de tal categoria sem eletrificação alguma, a única solução possível para que tivesse continuado à venda. Pelo menos até o facelift pertinente do meio do ciclo de sua vida comercial. Mas abandonou a produção antes.

Confira as Fotos