22/07/2020 - FORD MUSTANG MACH-E 1400 CONCEPT: BRUTALIDADE ELÉTRICA COM 7 MOTORES

Após vários adiantamentos oficiais finalmente foi apresentada a nova criação da Ford Performance em colaboração com a RTR. Trata-se do novo Ford Mustang Mach-E 1400 Concept. Tomando como ponto de partida o novo carro elétrico da Ford foi criado um autêntico monstro sobre rodas. Um veículo de alto desempenho, mas que mantém intacta sua condição de automóvel de zero emissões e mecânica 100% elétrica.

Para a criação deste projeto foi tomado como ponto de partida o Ford Mustang Mach-E GT com uma carroceria branca. Apesar de sua condição de protótipo, nem por isso é menos interessante. Nas entranhas do novo Mustang Mach-E 1400 se encontram um total de 7 motores elétricos que alcançam uma potência total de 1.419 cv (1.400 hp). O chassi e o powertrain trabalham juntos para uma grande variedade de configurações.

Este projeto precisou de cerca de 10.000 horas de trabalho da Ford Performance e da RTR. Um dos objetivos que foi proposto no início do desenvolvimento não era outro que pisar nos calcanhares do Ford Mustang Cobra Jet 1400, um ‘dragster 100% elétrico’ que foi introduzido no último mês de abril e cuja grande estreia está prevista para o final deste ano para lidar nas principais corridas de aceleração.

Durante o processo de criação do novo Mustang Mach-E 1400 foi dada uma ênfase especial à parte aerodinâmica. Essa aerodinâmica é otimizada de acordo com a forma e a localização, com um enfoque nos dutos de refrigeração, no difusor e estabilizadores frontais, além do aerofólio traseiro.

Como assinalado antes, nas entranhas do Mustang Mach-E 1400 se escondem um total de 7 motores, cinco a mais que o Mustang Mach-E GT. Três estão unidos ao diferencial dianteiro e quatro estão unidos à parte traseira, com um único eixo de transmissão que os conecta aos diferenciais. Isso permite diversas configurações, desde o ‘drifting’ até as corridas de alta velocidade.

O fornecimento de energia pode ser dividido uniformemente entre a parte frontal e a parte traseira, ou completamente de um a outro. A carga aerodinâmica chega a mais de 1.000 kg a 257 km/h. A bateria tem uma capacidade de 56.8 kWh e é composta de células de bolsa de níquel manganês cobalto. O sistema de baterias está projetado para ser esfriado durante a carga usando um refrigerante dielétrico.

Outros elementos de destaque são o sistema de freios Brembo e os componentes elaborados em fibra de carbono para reduzir o peso, como o capô. O interior também foi modificado. O habitáculo foi adaptado ao mundo da competição. Basta dar uma olhada nos bancos, volante e pedais. A estreia do novo Mustang Mach-E 1400 acontecerá muito em breve em uma corrida da NASCAR.

Confira as Fotos