12/01/2021 - JEEP CONCEPT 1: O PRINCÍPIO DO GRAND CHEROKEE QUE NEM A MARCA ESPERAVA

Foi há mais de três décadas, quando a Jeep, em uma tentativa de renovar o Cherokee encontrou uma forma inesperada de ampliar a linha com um modelo que se tornaria um sucesso comercial. O Jeep Concept 1 de 1989 estava destinado a ser o novo Jeep Cherokee, mas acabou tornando-se o primeiro Grand Cherokee. Esta é a história de como a Jeep, sem ter consciência disso, concebeu o Grand Cherokee.

Foi no final da década de 1980, quando o Cherokee XJ começou a mostrar o peso dos anos. Apesar de ter sido introduzido no ano de 1984 e de estar precisando de uma renovação, a segunda geração esteve na ativa até 2001 nos Estados Unidos. No entanto, a Jeep começou a trabalhar muito antes naquele que estava destinado a ser a renovação de um 4x4 de linhas retangulares e o materializou em um protótipo que mostrou ao mundo em 1989.

Tratava-se do Jeep Concept 1, um protótipo baseado na mesma plataforma unibody, mas aportando muito mais sofisticação e modernidade ao conceito básico do Cherokee. Deste modo, o modelo perdia grande parte da robustez característica do Cherokee, suavizava suas linhas, integrava elegantes molduras nos para-choques, arcos de roda e saias laterais, e se apresentava com uma carroceria bicolor muito mais atraente. O Cherokee se preparava para entrar nos anos 90 com esta atualização.

Entretanto, a Jeep viu no Concept 1 a possibilidade de criar um novo modelo que não substituísse o Cherokee XJ, mas que o complementasse como um todo-terreno superior e mais exclusivo. Partindo da base do protótipo, a Jeep começou a perfilar seu design, embora grande parte de sua imagem pudesse ser pré-visualizada no Concept 1.

Apesar disso os responsáveis da empresa, hoje pertencente ao Grupo FCA, mudaram as maçanetas das portas, eliminaram os faróis auxiliares quádruplos integrados no para-choque dianteiro e o revestimento da carroceria mudou ligeiramente, sem chegar a cobrir a parte superior dos arcos das rodas. As três janelas laterais completamente niveladas (os pilares B e C eram integrados) foram substituídas por um desenho mais convencional onde os pilares eram visíveis e com acabamento na cor da carroceria. Por último, foram eliminados os faróis dianteiros escurecidos na versão final de produção do Grand Cherokee por razões óbvias.

Debaixo do capô do Jeep Grand Cherokee ZJ, desde seu lançamento no mercado encontrava-se o respeitado motor de 6 cilindros em linha e 4.0 litros com 184 cv de potência, junto à versão turbodiesel, um bloco de 4 cilindros em linha e 2.5 litros com 116 cv. Mais tarde, a empresa tratou de diferenciar o novo integrante da família Jeep de seu irmão menor Cherokee através da introdução de potentes motores V8.

Assim, em princípio chegou um propulsor V8 de 5.2 litros que desenvolvia 215 cv, e mais tarde, em 1998, um poderoso V8 5.9 litros de 241 cv. Até certo ponto, a versão com o motor V8 5.9 assentou as bases para as versões mais potentes e claramente focadas no desempenho do todo-terreno, o SRT8 e o Jeep Grand Cherokee Trackhawk.

O novo Grand Cherokee ZJ, baseado no Jeep Concept 1 de 1989 estava preparado para sua estreia, e a empresa quis fazer isso em alto estilo. O cenário escolhido foi o Salão de Detroit de 1992. Para isso, um exemplar já montado em seu acabamento Laredo, saiu da fábrica pela Jefferson Avenue até subir uma escadaria e entrar no salão destruindo uma porta de vidro. Veja no segundo vídeo abaixo.

E assim, quase inesperadamente, a Jeep ampliou sua linha de modelos com o Grand Cherokee. O poderoso 4x4 foi avançando ao longo de quatro gerações até 2021, quando foi apresentado o novo veículo que chega acompanhado de uma versão de luxo com três filas de bancos batizado como Jeep Grand Cherokee L 2021.

Confira as Fotos