04/03/2021 - KIA KCV-III CONCEPT: O OBJETIVO ERA CHAMAR A ATENÇÃO DOS CLIENTES JOVENS

Em 2003, o pessoal da KIA parecia ter claro que era o momento de lançar uma proposta que desse o que falar entre um grupo potencial de clientes, o dos jovens entre 20 e 30 anos, agrupados dentro da Geração Y. Este grupo era representado pelas pessoas nascidas entre 1977 e 1994 e, naquele ano, significava cerca de 28% da população norte-americana.

Com altas expectativas de compra por parte destes consumidores, a marca coreana apresentou em Frankfurt o que ela mesma denominou como um concept de “estilo cibernético”.

Do centro de pesquisa que o Grupo Hyundai-KIA tem em Namyang, saiu o projeto do KIA KCV-III Concept, obra do lápis de Jae-Rim Lee. A construção do concept car foi realizada pela já desaparecida Heuliez, uma empresa francesa especializada neste tipo de trabalhos.

A marca coreana queria um carro de aspecto futurista e esportivo, com uma carroceria conversível com teto duro e transparente, que pudesse ser recolhido apertando um botão, combinando com uma configuração de bancos 2+2. Tudo para conseguir um produto que “devolvesse a diversão à indústria automobilística”.

Na verdade, olhando as linhas do concept, podemos intuir certos ares que lembram o Bugatti Veyron, embora a semelhança fique apenas no aspecto estético.

Abrindo o capô do protótipo da KIA no Salão de Frankfurt 2003, encontrava-se um motor de 4 cilindros a gasolina, turbo alimentado e com 2.0 litros, com uma potência de 146 cv e um torque máximo de 190 Nm.

A segurança também teve um papel importante no desenvolvimento deste carro, que contava com airbags capazes de detectar a presença ou não do passageiro. Inclusive, modificavam sua atuação se o cinto de segurança não estivesse sendo usado.

Também contava com apoios de cabeça ativos, que se deslocavam no caso de acidente para minimizar os danos pessoais, assim como de barras de proteção integradas nos bancos. Além disso, a carroceria estava preparada com ‘pontos suaves’ para uma melhor absorção dos impactos e o carro incluía um evoluído controle de estabilidade ESP, associado a um sistema de assistência à frenagem.

Seguindo com a parte tecnológica, o KCV-III Concept contava com sensores de iluminação, com os quais era capaz de acender os faróis e as lanternas de forma automática, assim como podia ativar os limpadores de para-brisa, quando fossem detectados os pingos de chuva. Além disso, em seu console central podia ser encontrado um sistema multimídia com navegador e reprodutor de DVD e de MP3.

Uma pena a KIA não ter lançado nada parecido no mercado, mas não se pode negar que a marca coreana teve uma grande evolução em termos produto nestes últimos anos.

Confira as Fotos