28/06/2021 - NOVO FERRARI F296 GTB HÍBRIDO DE 830 CV INICIA UMA NOVA ERA EM MARANELLO

Era apenas uma questão de tempo para que a dinastia de superesportivos V8 de motor central da Ferrari modificasse sua configuração. O passo seguinte na evolução natural para o carro elétrico é a hibridação. Já vimos isso com o Ferrari SF90 Stradale, um híbrido de 1.000 cv que não está ao alcance de todos os clientes da empresa. No entanto, o novo Ferrari F296 GTB está.

Posiciona-se como o substituto natural do Ferrari F8 Tributo e a maior de suas novidades é que integra um sistema de propulsão híbrido plug-in. A Ferrari diz que “é o carro mais divertido de conduzir em nossa linha de produtos”, em parte, porque mudou o motor V8 do F8 Tributo por um V6 híbrido. Isso converte o novo F296 GTB no primeiro esportivo de 6 cilindros desde o Dino F246.

Debaixo sua carroceria se esconde um motor a gasolina V6 biturbo de 2.9 litros que gera 663 cv de potência. Isso se traduz em 221 cv por litro, o que, segundo a Ferrari, é a potência específica mais alta de qualquer carro de produção à venda. A este bloco de 6 cilindros há que somar um motor elétrico de 166 cv y 315 Nm de torque máximo. A potência combinada é de 830 cv e um torque máximo de 740 Nm, o que o torna 120 cv mais potente que o F8 Tributo ao qual substitui.

Também apresenta uma bateria de 7.45 kWh que lhe permite, segundo o fabricante, rodar até 25 quilômetros com uma só carga. Todo o sistema é gerenciado por uma transmissão automática de 8 velocidades. Em termos de desempenho, o Ferrari F296 GTB precisa de 2.9 segundos para completar o 0 a 100 km/h, e de 7.3 segundos para alcançar os 200 km/h. Enquanto isso, a velocidade máxima é de 330 km/h, e ademais é capaz de completar uma volta na pista de Fiorano em 1 minuto e 21 segundos.

No que diz respeito à sua imagem, o novo Ferrari F296 GTB se inspira no design do SF90 Stradale. Exibe uma parte frontal afilada com uma grande entrada de ar que recorre todo a largura do para-choque. Acima, faróis afilados de LED permitem baixar a altura visual da parte dianteira. Os retrovisores estão montados sobre as portas, os pilares A estão terminados em preto e o teto apresenta uma caída pronunciada para a traseira. Atrás há um aerofólio ativo que gera até 360 kg de carga aerodinâmica a 250 km/h, pequenas lanternas traseiras de LED, um escape central e um grande difusor traseiro.

O F296 GTB é 46 mm mais curto que o F8 Tributo e oferece 50 mm a menos de distância entre os eixos. Seu peso se situa em 1.470 kg, apenas 35 kg mais pesado que seu antecessor. No entanto, a Ferrari configurou um pacote opcional Assetto Fiorano que permite adicionar novos componentes. Destacam-se os amortecedores multimatic, partes da carroceria em fibra de carbono, vidro vigia traseiro composto e pneus Michelin Sport Cup 2 R. Isso permite reduzir o peso em 12 quilos, economizando outros 7 quilos se a escolha for pelas rodas de fibra de carbono, que são opcionais.

O interior é sóbrio, elegante e está claramente focado no condutor. O novo Ferrari F296 GTB híbrido não inclui grandes telas tácteis montadas no console central, limitando todo o quadro de instrumentos digital atrás do volante específico. Também há uma tela de informação para o passageiro, assim como um console inferior dividido e um par de bancos esportivos. De maneira opcional, eles podem ser substituídos por buckets de carbono com cintos de quatro pontos.

Por enquanto não foram informados os preços oficiais do Ferrari F296 GTB nem a data de chegada das primeiras unidades. Certamente a linha se completará com sua correspondente versão Spyder.

Confira as Fotos