27/11/2020 - RIVIAN CONSIDERA FABRICAR CARROS ELÉTRICOS MENORES PARA A EUROPA E CHINA

A Rivian Automotive está a um passo de colocar no mercado seus dois primeiros veículos elétricos. Está tudo pronto para o verdadeiro lançamento comercial do novo Rivian R1T e do novo Rivian R1S. Uma vez que estes dois modelos estejam circulando pelas estradas norte-americanas a empresa localizada em Michigan deverá colocar em marcha a próxima fase do seu plano de expansão. Um roteiro que inclui o desembarque em outros mercados que a Rivian considera chave.

Essa marca americana, que conta com o respaldo da Ford e da Amazon, abriu a porta para o lançamento de novos modelos menores com os quais poderá expandir-se tanto à Europa como à China. Além disso, como veremos adiante, a Rivian não descarta produzir veículos fora dos Estados Unidos. A empresa tem um ambicioso objetivo de tornar-se um fabricante global de automóveis.

O novo R1S, o primeiro SUV da Rivian, chegará à Europa em 2022. Apesar de seu enorme tamanho, este crossover invadirá o Velho Continente. Pouco depois fará a mesma coisa na China. Agora, o que é realmente importante para estes dois mercados que a Rivian considera fundamentais virá depois. Assim afirmou o próprio R.J. Scaringe, CEO da Rivian Automotive. O dirigente máximo da empresa norte-americana abordou algumas destas questões que estão sobre a mesa.

Scaringe assegurou que o importante chegará depois do R1S: “O que realmente impulsionará o volume nesses mercados são os modelos que virão depois. São menores e são projetados para clientes estrangeiros. Os modelos menores, que se espera que compartilhem componentes chave com o R1T e o R1S, encaixarão muito bem em alguns destes outros mercados, em particular na China”.

Por outra parte, e igualmente importante, está o fato de que Scaringe garantiu que para consolidar-se como uma autêntica marca de carros de âmbito global, é importante colocar em marcha centros de produção longe dos Estados Unidos: “Para realmente escalar nesses mercados à medida que incorporamos produtos, será importante ter um pé fora dos Estados Unidos”.

“Não levaríamos a sério a criação de uma marca de carros se não pensássemos na China e na Europa como mercados importantes no longo prazo”, agregou Scaringe. Agora, neste momento, a Rivian Automotive está centrada em pôr em andamento a produção em série de seus três veículos, que chegará em 2021. Falamos dos mencionados R1T e R1S, assim como do furgão de distribuição da Amazon.

Os dois modelos elétricos que poderão ser adquiridos por particulares são ‘full-size’. É um tamanho muito considerável para obter cifras de vendas relevantes na Europa. No entanto, o R1S será usado pela Rivian como ponta de lança para entrar no mercado europeu e ter um primeiro contato com o público do Velho Continente. Na China, devido ao tamanho do mercado, certamente poderá conseguir maior volume de emplacamentos.

Confira as Fotos