2021 - CITROËN C4

Há alguns dias a marca francesa apresentou as primeiras imagens da nova geração do Citroën C4 e agora essa nova entrega do compacto francês se apresenta em detalhes. Pela primeira vez, o popular modelo virá acompanhado por uma versão puramente elétrica, que foi batizada de Citroën ë-C4.

O fabricante francês finalmente retomou seu interesse pelo mercado dos compactos, com este novo modelo que chegará aos concessionários ao longo dos próximos meses e que terá o duplo propósito de substituir ao mesmo tempo os C4 e C4 Cactus.

Com esta nova geração do C4 a Citroën aposta em um novo design atrevido, um carro que seguramente conseguirá captar a atenção dos clientes, com um formato que conjuga uma imagem de crossover com certos traços esportivos.

Exteriormente, a nova geração do C4 se destaca por sua carroceria de formato dinâmico, que graças a um maior ângulo de inclinação na caída do teto e a seu grosso pilar traseiro, oferece uma aparência do tipo coupe, que se transforma em uma de suas principais novidades em termos de estilo.

No entanto, a partir da marca francesa assinalam que a linguagem de design do novo Citroën C4 será extensivo a outros futuros modelos da linha, já que o compacto será a base de uma nova filosofia de design que será adotada pelos próximos lançamentos.

Com relação ao interior do novo Citroën C4 2021, surge um habitáculo que recebeu uma completa atualização, onde conta com as mais recentes tecnologias e que se destaca por seu painel de desenho minimalista.

No centro do painel se localiza a tela táctil do tipo flutuante do sistema de infotainment, uma tela de 10 polegadas que está acompanhada de uma série de comandos físicos, para tornar ainda mais simples o seu funcionamento.

Além disso, conta com instrumentação digital configurável e um volante multifuncional de três raios de novo desenho. O console na área da transmissão também possui um formato minimalista, com um desenho limpo que apenas é interrompido pelo freio de mão elétrico, o setor de modos de condução e o sistema de recuperação de energia.

Na parte mecânica, o novo Citroën C4 será oferecido com uma série de alternativas diesel e gasolina, além da mencionada versão 100% elétrica.

Quanto às mecânicas diesel, a oferta contemplará o 1.6 BlueHDi em potências de 110 e 130 cv, em combinação com uma transmissão manual de 6 velocidades ou automática de 8 relações, esta última somente junto ao motor mais potente.

Em gasolina a linha estará formada pelo 1.2 PureTech, que será oferecido em versões de 100, 130 e 155 cv de potência, que estará acoplado a uma transmissão manual de 6 velocidades ou no caso das duas versões de maior potência, também a uma transmissão automática de 8 relações.

Mas a cereja do bolo desta nova geração do compacto francês é a nova versão 100% elétrica, o Citroën ë-C4, que sem dúvidas se torna o principal atrativo desta nova geração.

O carro elétrico da Citroën está sustentado pela plataforma e-CMP do Groupe PSA, uma nova arquitetura para veículos elétricos que permitiu ao renovado compacto utilizar a mesma tecnologia presente em outros modelos do grupo francês, como as versões elétricas dos Peugeot 208 e Opel Corsa.

O novo Citroën ë-C4 está equipado com um motor elétrico de 100 kW, ou seja, com uma potência equivalente a 136 cv e um torque máximo de 260 Nm. Combina-se com uma bateria de íons de lítio de 50 kWh que é compatível com o sistema de carga rápida de até 100 kW, que em 30 minutos permite recarregar 80% da capacidade de carga.

De acordo com os dados fornecidos pelo fabricante, o novo Citroën ë-C4 oferece uma autonomia de até 350 quilômetros de acordo com o ciclo de homologação WLTP. Além disso, é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 9.7 segundos e alcançar uma velocidade máxima de 150 km/h.

Esta nova geração do Citroën C4 será produzida na fábrica espanhola de Villaverde, Madrid. Sua chegada aos concessionários está prevista para o segundo semestre, mas a marca francesa ainda não informou como estará formada a linha, nem quais serão os preços do novo Citroën ë-C4.