2020 - KOENIGSEGG JESKO

A Koenigsegg levou ao Salão de Genebra deste ano o modelo que substituirá o Agera RS, que se retirou de cena com vários recordes mundiais. Denominado Jesko, em homenagem ao pai de Christian von Koenigsegg, a marca sueca garante que será capaz de chegar aos 482 km/h de velocidade máxima.

Essa apresentação pegou todo o mundo de surpresa e nem mesmo o pai de Christan sabia que esse novo carro seria batizado com o seu nome. Só no momento da apresentação Jesko von Koenigsegg percebeu que o modelo era uma homenagem a ele, que desde o início ajudou o filho Christian a levar o nome de família ao topo do mundo dos hiperesportivos.

Debaixo da pele desse bólido se esconde uma versão modificada do motor V8 de 5.0 litros biturbo da Koenigsegg. Com combustível normal produz 1.280 cv de potência, mas com E85 (85% de etanol e 15% de gasolina) esse número sobe aos 1.600 cv e 1.500 Nm de torque máximo.

Esse motor surge acoplado a uma transmissão automática que a marca sueca chama de ‘Light Speed Transmission’. Trata-se de uma caixa automática de nove velocidades, desenvolvida em casa, que permite trocar marchas de forma instantânea. O fabricante sueco fala em trocas de mudança “quase à velocidade da luz”, mesmo que seja entre uma 7ª e uma 3ª.

Em relação à sua imagem, o Jesko parece resultar da união do design radical e agressivo do Agera RS com as linhas mais suaves e elegantes do Regera. A parte dianteira é bastante sóbria e conta com um enorme spoiler, ao passo que a traseira é bem mais trabalhada e dominada por um enorme aerofólio traseiro - ao estilo dos carros de competição - e por um difusor de dimensões também bem generosas.  

Assim, o Koenigsegg Jesko é capaz de gerar uma carga aerodinâmica 30% superior à do Koenigsegg One:1 e 40% superior à do Agera RS. Ou seja, a 482 km/h, a sua velocidade máxima anunciada, o Jesko é capaz de gerar 1.400 quilos de downforce, aproximadamente o mesmo que o seu peso.

Embora a velocidade máxima anunciada seja de 482 km/h, nas simulações virtuais a velocidade máxima do Jesko superou os 500 km/h com uma aerodinâmica menos agressiva. Resta saber agora se a Koenigsegg tentará bater o recorde de velocidade para um automóvel de produção, que pertence ao Agera RS com uma velocidade de 447.6 km/h.

A Koenigsegg já confirmou que produzirá somente 125 unidades do Jesko - a um ritmo de 40 ou 50 por ano - e que o preço base começa nos 2.7 milhões de euros, antes dos impostos.